quarta-feira, 14 de junho de 2017

Governo Dória sinaliza com 0,01 por cento para 2016 e 2017.


Nota de Repudio.
Repudiamos a proposta do Governo Dória de não concessão de aumento salarial para o ano de 2016 e 2017.
O Governo Dória como um bom empresário que não é sinaliza a continuidade da política de achatamento dos salários dos servidores públicos da cidade de São Paulo.
O governo Dória teve a coragem afirmar que irá manter a política de 0,01% de aumentos salariais para os servidores públicos municipais, o que se inclui o GCM.
Apoiamos a assembleia geral do SINDSEP, que ocorrerá no dia 21 de junho às 14 horas no Centro de Formação 18 de Agosto - Rua Barão de Itapetininga, 163, 2º andar, Praça da República.

Bem como a greve geral prevista para o dia 30 de junho de 2017.

O prefeito João Dória mostra quem é verdadeiramente, dá provas que é um político tradicional e que de empresário não tem nada, pois um verdadeiro empresário preza pela remuneração justa de seus colaboradores.

De nada adianta a pirotecnia de “doações” de uniformes e armamento se a mesa do GCM está vazia.

Somente a luta dos trabalhadores apoiados em uma greve geral poderá reverter este triste quadro, ausente de realidade, proposto pelo Governo Dória.

Veja abaixo trecho da nota do SINDSEP.

0,01% só será revertido pela pressão dos servidores

O prefeito João Dória deixou claro que não pretende negociar com os servidores e rejeitou as reivindicações dos trabalhadores. Seu governo respondeu na mesa do SINP (Sistema de Negociação Permanente) que irá manter a política de 0,01%, tanto para 2016, quanto para 2017. O governo só propôs aumento no Auxílio Refeição e Vale Alimentação, que equivaleria a 3,5%, ou 61 centavos por dia no AR, ou ainda R$ 11,00 no VA por mês.

5 comentários:

  1. Este prefeito (minúsculo e que recuso-me a chamar pelo nome) é um mercenário, - os que são pagos para matar e exterminar.
    Pobres das almas que acreditarem nas falácias, mentiras descaradas da sua boca podre e nojenta.
    O Brasil miserável não precisa de um político po-de-arroz a serviço dos ricos e poderosos.

    ResponderExcluir
  2. Mais o dos vagabundos está garantido. Então o povo que se foda. Votaram errado, achavam que o bebez@o era difwrwntw??? Foderam-se.

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde amigos infelizmente aumento só de trabalho sofrimento e stress estamos só pela nossa conta e pelo amor de Deus que Deus nos ajude

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deus (latim-português); Dios (latim-espanhol); God, Lord (inglês e alemão); Adonai e mais 72 outros (hebraico); Theos (grego); Alá (inslamismo); entre diversas outras linguagens e culturas pronunciam-se um Título ao Altíssimo, mas não o seu verdadeiro nome:
      YaHUH (leia-se Yarush) ou conforme foi passado a Moisés e significa EU SOU.
      EU SOU O QUE SOU.
      Ou seja o Altíssimo é o Alfa e o Ômega, e tudo que coabita no Universo de bilhões de estrelas.
      O Criador não atende por subtítulo e sim por seu Nome no Tetragrama Sagrado YHVH.
      Shalom!

      Excluir
    2. Deus (latim-português); Dios (latim-espanhol); God, Lord (inglês e alemão); Adonai e mais 72 outros (hebraico); Theos (grego); Alá (inslamismo); entre diversas outras linguagens e culturas pronunciam-se um Título ao Altíssimo, mas não o seu verdadeiro nome:
      YaHUH (leia-se Yarush) ou conforme foi passado a Moisés e significa EU SOU.
      EU SOU O QUE SOU.
      Ou seja o Altíssimo é o Alfa e o Ômega, e tudo que coabita no Universo de bilhões de estrelas.
      O Criador não atende por subtítulo e sim por seu Nome no Tetragrama Sagrado YHVH.
      Shalom!

      Excluir